ACADEMIA POETRIX
O mínimo é o máximo.
Capa Meu Diário Textos E-books Fotos Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links
Textos
MELHORES DUPLIX, TRIPLIX E MULTIPLIX - 2002


Indiferença paradoxal / No horizonte da tarde
Marcelo Marques / Judith de Souza 

Se você se for,//quando anoitecer,
Sei que não vou sofrer://vou me encolher,
Meu coração vai parar de bater.//como asas cansadas 



Guerreiro / Nordestino
Oswaldo Martins / Marcelodasnuvens 

Amante da terra,//inimigo do asfalto
Berra sertanejo em guerra//Grita em tom alto
Contra a seca-fera//contra os homens do planalto 



Antes, o verão / Hoje a fadiga / Amanhã, o descanso
Márcia Maia / Marcelodasnuvens / Marcelo Marques 

mormaço, modorra//Chega o cansaço//Quando a força é fraqueza
e um quase-poço fundo//gerado pelo mundo//e se arrasta o caminho
a abrir-se-me aos pés//testando minha fé//melhor é crer na eternidade. 



Desilusão / E eternidade
Jucineia / Eliana Mora 

Não há piratas...//os anjos se foram
neste mar//sem rumo, velas, capitães
de vidas naufragadas//A escorrer nas rochas centenárias... 



Ocaso / Ou-ásis
Cauneto / Eliana Mora 

no pôr-do-sol//quase rubro, escaldante
um beijo escarlate//derrama-se em doces tragos
abrasa o amor ressurgido//Faz-me vinho, anjo, menino. 



Almafágico / Meio drácula / Desafiando a física
Sonia / Eliana Mora / Aila Magalhães 

sorveu-a//ávido//tua gargalhada
no último//espasmo antes do Sol//ecoa todas as noites
cantil//explode em néctar rubro...//no vão da escada... 



Sozinho / Caminho / Em minha nascente / O meu renascer
Pedro Cardoso / Jucineia / Marcelodasnuvens / Wanderson Mendes 

rio//de meu pranto//que deságua//quente
e canto,//nos cantos//em minha mágoa//o meu renascer
no meu desaguar//mar de lágrimas...//deserto de meu ser//fonte eterna de novas forças 


A arte da palavra / Em cena
Gabriel Perissé / Lílian Maial 

Quanto mais escravo,//atado às letras
mais livre//ateio fogo
escrevo//meu papel derradeiro 



Mar pirata / Guardião / Disrítmico
Lílian Maial / Otávio Coral / Jussara Midlej 

concha no ouvido//ecos de fantasia//meandros dissonantes
ciúme ou saudade//sentimentos anversos//alojados na alma
coração de ostra//guardando a pérola//para sempre! 


Instigante / Mistério
Otávio Coral / Marilda Confortin 

na emoção descampada//a paixão alastra
o mistério dos ventos//não faz morada
não deixa rastros//mas corr(o)e por dentro 



Conjunção / Perigosa / A beira mar
Aila / Jussara Mildlej / Angel 

ela, nua//insinua//atiça
ele, de lua//atua//cobiça
sol da meia-noite//raia//na praia 



E... / Bem-te-vi / Afago
Otávio Coral / Lílian Maial / Paulo Orlando 

e os olhos se viram//no espelho//reflexo do silêncio
e ânsia se fez toque//no coração//meiguice
e o prazer ancorou//na pele//da alma 



Impressões /Reimpressões / Expressões / Inexpressão
Otávio Coral / Jussara Midlej / Marcelo Marques / Paulo Orlando 

É o vento//é o mar//Ambos envolvidos//a natureza ressurgida
É o sussurro//é o gemido de amor//nossos toques, nossos sons...//eu, você, nós dois...
Em tudo tua voz!//em tudo, nós!//Nossas expressões de tudo.//lembranças de outra vida. 


Você diz / O que quer
Sonia Godoy / Eliana Mora 

mas eu decido//à tua revelia
se foi promessa//por que bebi demais
ou ameaça//por que estavas lúcido... 



Volátil / Volúvel / Grácil
Paulo Orlando / Lílian Maial / Paulo Orlando 

Ruído de flor//desabrochada//pétalas partidas
No perfume//de madrugada//ondulações
do vento.//deixa rastros...//invisíveis 



Refilmagem//Curta-metragem//do olhar masculino//sobre um traseiro feminino
Argemiro Garcia // Angela Bretas // Jussara // Marilda 

Assisti passar a menina//Esfreguei os olhos deslumbrado//fiquei embasbacado//feito velho babão
Sem prestar atenção.//Esqueci de dar um ''pause''//enturvei o olhar//perdi o controle:
Como se rebobina?//Quero ver de novo!//a bunda da menina!//Preciso passar a mão. 



Almoça-me//Saboreia-me//Come-me//Toma-me//Afinal//A Sobremesa
(Quelhas) (Bretas) (Deja) (Confortin)(Paorsa) (Maial) 

Tempera-me//em nossa cama//o espaço da mesa//recheio de carne//amassada//com amor
Unta e assa-me//em tua forma//eternamente farta//di versos sabores//sorvida//aos bocados
Digerimo-nos//em nosso forno//degusta a nossa língua//amore mio!//uau!//doce calafrio! 



Seio Ma(mil)o
Aila Magalhães // O Poeta das Sombras

pétala rosada//flor em botão
onde te deito,//cresce sem jeito
te aleito, me deleito...//ao toque da mão 



Constatação Conformada Teu par
Aila Magalhães Lílian Maial Marcelo Marques

na gaveta,//entre tantas//tua outra parte
uma meia sem par,//puída//desgastada sim, por ti
tal qual eu...//a morrer cerzida//e sempre contigo. 



Metamorfose Mutável estrutura
Pedro Cardoso Marcelo Marques

cresci como pessoa,//vivi por instinto
meu medo//de ser humano
é morrer como bicho//temendo ser extinto. 



Nebulosa Despedida
Angela Bretas sara fazib

o sol desaparece,//nem bem amanhece
frio... em tonalidades calmas,//um adeus
obscurece o céu de minh'alma//cerra as portas do dia 



Meteorologia Nevoeiro Anticiclone
aila magalhães Jussara Midlej Martinho Branco

a lembrança, ainda quente//aparece de repente//breve instante
faz desabar dos olhos//imagens recentes//(su)ave emoção...
um temporal de saudade//e eu só, reticente...//mergulho na multidão... 



(Fr)agilidade Lição de vida
Martinho Branco IsarMariaSilveira 

Nos rochedos inóspitos//no asfalto,
uma flor//semente baldia
espreguiça-se ao sol//espiando a luz do dia 



Aquacultura Em teu jardim
Martinho Branco Aila Magalhães 

Um mar//verde-água
de peixes como couves//brotando
na horta//de teus olhos... 



Visão Teu olhar Cego
Ângela Bretas Judith de Souza Marcelo Marques 

A graça do olhar//ganha o espaço//No escuro
voa//até mim//livre, sem muros
de graça...//e me caça//sabe-se seguro. 



Doce é ver Você Qual beija-flor Troca de sabor
Aila Sávio Oswaldo Martins Marcelo Marques 

Um beija-flor//luminosamente//vem sugar a flor//tomando para si
colhendo versos//em meus sonhos//sem pudor, derramando amor//e entregando-se
em papel-pétala...//Seu rosto revela//um ser terno...Calor!//Ao beijo da flor. 



ardor a dor
sonia / ksh

a dor//amor
arde//sem cor
no ar//noir 



Carandiru Sem saída
Pedro Cardoso / Angela Bretas

na cela, de quatro,//tal qual rato encurralado
o vagabundo gritava://me tirem daqui
sou inocente//quero sair! 



branco de neve a la creme du chocolat
aila magalhães / Angela Bretas / Lílian Maial

a espuma de barba//deslizando em teu pescoço//tostado do sol
me faz lembrar o chantilly//escorrendo em tua boca//com o gosto do cacau
e penso logo em brincar...//me derreto toda//neve infernal 



Calcinha de renda//Negra & Transparente//Premiada //Máscara frágil
(Beto Quelhas) (Lílian Maial) (Angela Bretas)(Marcelo Marques)

Repleta de flor//adorna//contorna//Cobre, desvenda e excita,
Esconde segredos//o mistério//o tesouro//a descoberta
Do nosso amor//úmido//túmulo... do prazer//que ressuscita. 



Foto(grafia) Revelada
Pedro Cardoso Angela Bretas 

em seu corpo//no quarto escuro
vou revelar//só para ti
os meus segredos//preto no branco. 



Pão com Sabão Cica no Batom Autofagia
Djalma Filho Lílian Maial Sonia 

a língua aflita,//estranhando o lábio//afrodita
em corpos iguais,//boca sedenta//lambe o dentro
roça em fala própria.//cospe saliva sangrenta//e suga o próprio falo 



Teu fogo Vulcânico Em erupção Constante
lílian maial Angela Bretas lílian maial Angela Bretas 

labareda//tocha-viva//ardendo//latejando
lava//magma//vulcão errante//explode sem recato
brasa escorrida//arde em vida!//na pele dos amantes//apaixonados... 



o s s e v A A v e s s o
(Aila Magalhães Marcelo Marques)
Ao emergir//do teu avesso 

tornei-me espelho//virei reflexo
de tuas mágoas...//para emergir de ti.
Jaguaribe // E outro rio// Tietê 


Jaguaribe // E outro rio// Tietê
(Aila Magalhães Márcia Maia Marcelo Marques)
Navego-te,//meu Capibaribe//Vejo-te ainda rio.
e em teu leito,//deslizo, sonho://Vejo-te ainda limpo...
rio-em-mim...//rio de mim.//rio de prantos em mim. 



MULHER MINEIRA MULHER BAIANA MULHER CARIOCA
Judith de Souza Jussara Midlej Lílian Maial 

Minas me fez//a Bahia me refez://já nasci pronta!
de pedra e flor//gabrielices e sabor//cheiro de sol
pronta para o que for//nas levadas do Pelô!//braços abertos para o mundo.
Academia Poetrix
Enviado por Academia Poetrix em 25/11/2006
Alterado em 21/04/2011
Comentários
VISITANTES:
contador gratuito
Capa Meu Diário Textos E-books Fotos Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links