Textos

PARA VIVER UM BOM POETRIX
PARA VIVER UM BOM POETRIX

(Goulart Gomes, parafraseando Vinicius de Moraes)







Para viver um bom poetrix, preciso é muita concentração e muito siso, muita seriedade e algum risco - para viver um bom poetrix.



Para viver um bom poetrix, mister é ser um poeta só daquela inspiração; pois ser de muitas, poxa! é de colher... - não tem nenhum valor.



Para viver um bom poetrix, primeiro é preciso sagrar-se poetrixta e ser de sua idéia por inteiro - seja lá como for. Há de fazer do corpo uma morada onde clausure-se a musa amada e postar-se de fora com uma caneta - para viver um bom poetrix.



Para viver um bom poetrix, vos digo, é preciso atenção com o "prolixo", porque ele sempre exagera nas palavras, para iludir o bom poetrix.



É preciso muitíssimo cuidado com quem quer que não esteja envolvido, pois quem não está, está sempre preparado para menosprezar o bom poetrix.



Para viver um bom poetrix, na realidade, há que compenetrar-se na verdade de que não existe poesia sem metáfora - para viver um bom poetrix. Pois quem trai sua arte por vanidade é desconhecedor da liberdade, dessa imensa, indizível liberdade que traz ser escritor.



Para viver um bom poetrix, il faut, além de ser fiel, ser bem conhecedor do ritmo e do espanto - para viver um bom poetrix.



Para viver um bom poetrix perfeito, não basta ser apenas bom sujeito; é preciso também ter muito peito - peito de desconstrutor. É preciso olhar sempre a inspiração como sua primeira namorada e sua viúva também, amortalhada no seu texto.



É muito necessário ter em vista um crédito no livreiro - muito mais, muito mais que no padeiro - para aprazer ao bom poetrix. Pois do que o bom poetrix quer saber mesmo, é de criatividade, é de criatividade, de criatividade a esmo; depois, uma revisãozinha gramatical conta ponto a favor...



Conta ponto saber coisinhas: figuras de linguagem, substantivar, sonhar, romper paradigmas, inovar, ser original. E o que há de melhor que ir pro papel e lapidar seu texto até que fique o mais possível perfeito, para o seu bom poetrix?



Para viver um bom poetrix é muito, muito importante respirar poesia e até, se possível, comê-la todo dia. É preciso um cuidado permanente não só com a palavra mas também com o sentido, pois qualquer "baixo" seu, o poetrix sente - e esfria um pouco o brilho.



Há que ser bem certinho, sem ortodoxia; inspirado e calculado, sem burocracia; desistir de  ganhar dinheiro com poesia - para viver um bom poetrix.



É preciso saber ouvir conselhos (ou qualquer opinião que contribua) e ser impermeável ao diz-que-diz  que não quer nada com o poetrix.



Mas tudo isso não adianta nada, se nesta selva oscura e desvairada não se souber achar a bem-amada - para compartilhar um bom poetrix.

Poetrix
Enviado por Poetrix em 24/11/2006
Alterado em 21/04/2011


Comentários